Banner da ASCPDERJ - clique aqui para voltar à página principal
               Página Inicial               |     Links     |   Fale Conosco   |
      Apresentação
    . Quem somos
    . História
    . Diretoria
    . Estatuto
      Serviços para Associados
    . Associe-se
    . Convênios
    . Atendimento Jurídico
    . Sede Praiana
      Comunicação
    . Notícias
    . Jornal Divulgando
      Biblioteca
    . PCCS
    . Estatuto do Servidor
    . Legislação
    . Outros documentos
      Links Úteis
    . Calendário de Pagamentos
    . Contracheque
    . Consulta a Processos-UPO
    . Consulta a Processos-TJ
 

Notícias

31/03/2015 Servidor do PRODERJ
Servidores Unidos Contra o Facão
, ASCPDERJ
 
 

Servidores Unidos Contra o Facão

 

Na manifestação que ocorreu nessa terça-feira, contra o corte de 35% imposto pelo governo aos servidores do Proderj, formulações, propostas, esclarecimentos, foram realizados para coibir qualquer medida que possa prejudicar os trabalhadores.

Na quarta-feira, a diretoria da ASCPDERJ se reunirá com o Dr. Barenco para discutir a real necessidade de entrar com uma ação contra o corte. Por se tratar de uma decisão delicada e que deverá ser muito bem analisada para não afetar qualquer direito do trabalhador. Nessa reunião sairá algumas propostas para serem apresentadas e discutidas ao Corpo Funcional em condições de se tomar algumas decisões.

Medidas administrativas deverão ser realizadas pelo servidor atingido pelo corte.

A divulgação permanente com cartazes, panfletos, charges, faixas deverão expressar em todos os lugares da Autarquia o sentimento de justiça exigida pelos servidores ao governo do estado e a direção do Proderj.

Esse foi o norte político expresso, na assembeia do auditório do 23º andar do Banerjão, repleto de servidores numa tarde de sexta-feira em que se discutiu sobre a política de cortes salariais praticada pelo governo do estado.

A diretoria da ASCPDERJ, através das palavras do seu presidente, Marcos Villela, ressaltou que a entidade sempre debateu com o governo e a direção do Proderj “que tanto a GE quanto a GEE são utilizadas para fazer política salarial e com passar do tempo a GEE foi considerada pela justiça efetivamente salário. Incorporada ao salário”.

Um breve histórico foi relatado a respeito das decisões do governo para impor sua política salarial.

As duas reuniões que ocorreram entre a direção do Proderj e a diretoria da ASCPDERJ também foram minuciosamente relatadas.

A primeira com a presença do presidente do Proderj, Antonio Bastos onde anunciou à Representação dos Trabalhadores que o corte de 35% estava suspenso.

A segunda aconteceu por solicitação da diretoria da ASCPDERJ que se posicionou contrária a qualquer medida prejudicial a vida dos servidores. Principalmente na atual conjuntura com o aumento da inflação. Elevação dos preços dos alimentos, da energia, gasolina, aonde qualquer corte é significativo nos salários das pessoas.

Foi destacado também, nessa assembleia, que o problema é mais profundo e que não diz respeito só ao corte. A previsão no decorrer dessa crise econômica é que ela se aprofunde. Por tanto mais cortes virão. Porque quem paga sempre nesses momentos de recessão são os trabalhadores. Afirmou Marcos Villela.

Um documento aprovado na assembleia será entregue a direção do Proderj.

Para travar essa política de corte, de redução nos salários, só com a união e a intensidade da luta de todos os servidores da ativa e dos aposentados do Proderj.

 
[ voltar ]

 

© 2011 - ASCPDERJ - Associação dos Servidores do PRODERJ - Todos os direitos reservados
Sede: Rua São Francisco Xavier, 524/2o andar - Maracanã, 20550-013 Rio de Janeiro - RJ, Tel (21) 2568-0341/2569-5480
Melhor visualização em resolução com largura igual ou superior a 1024